NONA EDIÇÃO | 2019

O PRÊMIO

O valor da excelência e da inovação na indústria automobilística e setor da mobilidade

O Prêmio REI – Reconhecimento à Excelência e Inovação, de Automotive Business, elegerá as iniciativas mais importantes no setor automotivo e da mobilidade no período de 1º de fevereiro de 2018 a 1º de fevereiro de 2019. Para concorrer, as empresas e executivos do setor enviaram seus cases até 1º de março. Automotive Business, com a colaboração de um júri, elegeu os quatro melhores cases nas quatorze categorias do prêmio, que foram levados à etapa final, na qual os leitores de Automotive Business e participantes do #ABX19 votarão para apontar os vencedores.

PATROCÍNIO

CONFIRA OS FINALISTAS

Categoria: MONTADORA

| Toyota

O melhor desempenho em 60 anos no Brasil

Baseada em seu compromisso com o desenvolvimento do País de forma responsável e sustentável, a Toyota obteve, em 2018, seu melhor desempenho em 60 anos no Brasil, com recordes históricos em vendas, produção e exportação. Foi neste período que a Toyota avançou em um ciclo de mais de R$ 2,6 bilhões em investimentos no País, anunciados ao longo dos últimos três anos, com o intuito de aprimorar operações e ampliar oferta aos consumidores brasileiros.  Deste montante, R$ 1,6 bilhão foi direcionado ao projeto Yaris, sendo R$ 1 bilhão para instalação da nova linha de montagem em Sorocaba (SP) e outros R$ 600 milhões aplicados na expansão da fábrica de Porto Feliz (SP) – fornecedora dos motores para Etios e Yaris. Para atender à demanda nascente com a chegada do Yaris, a Toyota iniciou o terceiro turno nessas unidades, com anúncio de 1.570 novas vagas diretas e indiretas. Um aporte de R$ 1 bilhão foi anunciado também em 2018 para modernização da fábrica de Indaiatuba (SP), onde é produzido o Corolla. A unidade completou 20 anos em setembro passado e está sendo preparada para se tornar mais flexível e competitiva. A Toyota protagonizou ainda um dos anúncios de maior destaque em toda a indústria automotiva em 2018: o desenvolvimento e a confirmação de produção local do primeiro veículo híbrido flex do mundo. O modelo que será equipado com essa tecnologia será anunciado até o final deste ano.

| VW Caminhões e Ônibus
Performance que ficará na história

A Volkswagen Caminhões e Ônibus deixa 2018 marcado não só em sua história como na da própria indústria de veículos comerciais do Brasil. A montadora inaugurou no ano passado sua nova era no desenvolvimento de tecnologias limpas e conectividade e, com isso, apoia de forma decisiva a evolução do setor de transportes.  Nesta nova fase, a VWCO revolucionou com conceitos exclusivos de veículos elétricos. A montadora levou para o maior palco mundial do segmento, a IAA, a engenharia brasileira em um papel de protagonista, criando tendências e lançando soluções inéditas. A avant-premiére mundial de suas novas tecnologias elétricas com o ônibus Volksbus e-Flex e o caminhão e-Delivery — ambos já com fases de testes definidas e também previsão do início da produção em série — evidenciou o que a marca prepara para o futuro, ao mesmo tempo em que continua a contar com o portfólio mais completo para atender os clientes de uma forma sob medida para os dias de hoje. A VWCO ganhou, inclusive, importância dentro do recém-criado Grupo Traton: é a marca especialista em países emergentes; contribui de forma decisiva para a liderança do grupo nas vendas de caminhões no Brasil, um dos maiores mercados do mundo, com um crescimento de 37%; e ainda tem uma engenharia com expertise para desenvolver as soluções que a sociedade demanda da indústria de transportes mundial. O mercado reconhece esse know-how e pioneirismo: a marca assinou em 2018 o maior anúncio já feito no mundo para aquisição de caminhões elétricos. 

| Volkswagen

O maior ciclo de lançamentos da indústria no Brasil

Com 20 novidades programadas até 2020 (12 já lançadas), a Volkswagen protagoniza o maior ciclo de lançamentos da indústria no País, na maior ofensiva de produtos da marca no País. Com os lançamentos já feitos, as vendas da VW avançaram 35% em 2018, versus 14% do mercado. O Brasil também foi o mercado que representou o maior crescimento para a VW em nível mundial. A expectativa de crescimento de dois dígitos é esperada também para 2019, com a chegada do primeiro SUV nacional da marca no Brasil: o T-Cross, que abrirá novos mercados para exportação, com a expectativa de ser enviado para cerca de 50 países (inclusive fora da América do Sul). Com participação de mercado de cerca de 15%, a Volkswagen do Brasil está também em meio a um processo de maior proximidade com seus parceiros de negócios, como fornecedores, concessionários, empregados e clientes. A digitalização é um dos pilares dessa estratégia. Um exemplo é a implementação das concessionárias digitais, que permite uma nova experiência para os clientes no momento de escolher um carro.

| Mercedes-Benz

Salto tecnológico em 2018

A Mercedes-Benz do Brasil promoveu um salto tecnológico na indústria nacional em 2018. Em um mesmo ano, a maior fabricante de veículos comerciais da América Latina inaugurou a primeira fábrica de caminhões 4.0 no país, tornando-se 15% mais eficiente em produção e 20% mais eficiente em logística. A fábrica paulista, hoje considerada referência nacional e também mundial por inovações em conectividade, internet das doisas, big data e analytics, adotará tecnologias 4.0 também na produção de chassis de ônibus e agregados até 2022. Ainda no ano passado, a empresa iniciou as atividades, em Iracemápolis (SP), do maior e mais tecnológico campo de provas de caminhões e ônibus do Hemisfério Sul. Com tecnologias digitais de ponta, 16 pistas para variados testes, nele é possível simular estradas brasileiras e de qualquer país do mundo, o que reforça a presença da empresa na plataforma global de desenvolvimento da Daimler. É mais uma novidade para aperfeiçoar o atendimento a clientes do Brasil e do exterior. Falando em clientes, como nova dimensão do mote “As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve”, a empresa realizou o evento inédito “Dia D Cliente”. Tornou-se, assim, a primeira empresa no Brasil a mobilizar todos os seus colaboradores (mais de 10 mil) para ouvir e transformar em realidade os pedidos dos clientes com mais assertividade e agilidade. Não é à toa que, nesse ano de tantas realizações e mais R$ 2,4 bilhões anunciados até 2022, os resultados comprovam os esforços. Em 2018, a Mercedes-Benz do Brasil consolidou-se mais uma vez como líder de vendas em todos os seus segmentos de atuação: caminhões, ônibus, comerciais leves e automóveis.

Categoria: FORNECEDORES

| Aethra

Inovações para ficar à frente do mercado

Impor-se como um sistemista completo; um full service supplier capaz de moldar soluções não antes pensadas no mercado, indicar a clientes e demais fornecedores que continua a surpreender o setor automotivo com inovações e tecnologias de vanguarda. A Aethra Sistemas Automotivos garante a sua permanência entre as melhores sistemistas do mundo com sua força em pesquisa e desenvolvimento e sua "cadeia interna" de formatação de produtos, desde a elaboração da ideia, até a peça/serviço final. No último ano, a Aethra participou dos principais lançamentos das montadoras em solo brasileiro e ainda projetou a sua marca para fora do país, com presença nos Estados Unidos e Europa (Reino Unido, principalmente). Essas conquistas só foram possíveis graças às soluções inovadoras projetadas e produzidas pela Aethra, destacando-se, por exemplo, em ferramentais, peças de sistemas de suspensão, sistemas de combustível, bagageiros e itens voltados para caminhões (cabines e tanques, por exemplo), além do exclusivo hot stamping e projetos em roll forming. 

| MWM Motores

Gerenciamento da cadeia de suprimentos e atendimento ao cliente

O time de planejamento de materiais da MWM vem trabalhando intensamente para superar as adversidades e manter suas linhas de produção rodando, tarefa onerada ainda mais com os fornecedores locais diante do longo período recessivo que o Brasil enfrentou. Por outro lado, o aquecimento do mercado externo fez com que a concorrência na obtenção de componentes importados se tornasse um desafio ainda maior que o habitual. Especificamente sobre os mais de 90 fornecedores europeus, alicerce do contrato de manufatura entre a MWM e um dos seus principais clientes, a VWCO, todos os recursos e ferramentas disponíveis foram empregados para garantir o atendimento dos volumes planejados, tais como: workshops, telecom, conexões de EDI, visitas in loco e novas rotas de transporte. Outro diferencial foi o e-JIS, recurso desenvolvido pela MWM no início da parceria e que ganhou novas funcionalidades recentemente, estreitando ainda mais o nível de conectividade ímpar entre fornecedor e cliente. Todas as ações citadas foram fundamentais para a manutenção da excelência operacional e logística conquistada ao longo dos anos. Hoje a companhia completa 66 meses ininterruptos de abastecimento 100% em Resende, totalizando mais de 91 mil motores. A conquista é celebrada mensalmente, haja visto que a excelência no atendimento é reconhecida pelo cliente como benchmarking e tem fortalecido a longa parceria, credenciando a MWM em novos businesses considerados estratégicos junto a montadora do Grupo Traton. 

| Sabó

Revolução no mercado com juntas em processo de nanotecnologia

Utilizando a nanotecnologia para tratamento de chapas de alumínio ou aço, a Sabó vem conquistando grandes pedidos de fornecimentos junto aos principais fabricantes e transmissões mundiais. Como exemplo, a desenvolveu, testou, aprovou e iniciou fornecimentos para juntas de alumínio x borracha aplicadas para o carter do motor ISB, para aplicação gear box utilizadas nos motores X-12. Essa tecnologia também foi aplicada para as vedações das tampas laterais das transmissões de seis velocidades X-22; X-23 e X-30. Foram fornecidas mais de 30 milhões de juntas alumínio x borracha, com: zero problemas de entregas, zero problemas nas linhas de fabricações das transmissões no mercado norte-americano, zero problemas de campo e zero problemas de garantia. Seguindo a mesma tecnologia a Sabó está desenvolvendo juntas de vedação para outros motores e outras aplicações tais como bomba de óleo do motor X-12 e junta do carter do motor L9. Somada a nanotecnologia nos tratamentos das carcaças (alma metálicas), esses desenvolvimentos apresentaram também um solução super-robusta nas partes críticas da vedação entre o carter e a tampa do carter; bloco do motor e tampa dianteira do motor; e no acoplamento entre motor e transmissão. Com auxílio de ferramentas como elementos finitos (2D e 3D), DOE (Design of Experiments) e 6 sigma a Sabó desenvolveu juntas com borrachas adicionais nas regiões críticas das vedações, que tornam a solução mais robusta e impedem qualquer tipo de vazamento de óleo nessas aplicações. Os desenvolvimentos acima estão eliminando qualquer possível problema de vazamento e garantindo a satisfação dos clientes; satisfação dos usuários finais dos caminhões e veículos com esses motores e transmissão; melhoria da imagem e fidelização dos fornecedores de motores e transmissões bem como tratam-se de soluções ambientalmente corretas e amigáveis. A utilização do processo de nanotecnologia mostrou uma grande robustez tanto nos produtos finais (juntas) como no processo produtivo (adesão química entre a alma metálica de alumínio e a borracha das juntas). Essas soluções já estão sendo incorporadas pelas fábricas dos tiers 1 e montadoras ao redor do mundo, inclusive em algumas aplicações (motores e transmissões) produzidas no Brasil. Mais uma vez a Sabó se sobressai em soluções de vedação de alta tecnologia que satisfazem e encantam os nossos clientes e os consumidores finais. 

| Usiminas
Aços de alta resistência para suspensão de veículos automotivos

A Usiminas desenvolveu um conjunto de aços especialmente desenhados para aplicação em suspensão de veículos automotivos. Esses aços são materiais de alta resistência, laminados a quente, nos graus 590 e 780 MPa de resistência mecânica mínima, que apresentam como característica particular, além da elevada resistência, um excelente desempenho quando submetidos a esforços de estiramento de bordas (flangeabilidade), alto dobramento e/ou expansão de furo, deformações típicas na produção de peças da suspensão de veículos. Essas características são corroboradas pelos altos valores alcançados no teste de expansão de furo, 65% e 50% respectivamente para os níveis de resistência mecânica 580 e 780MPa. Essas características, em princípio antagônicas num mesmo produto, são resultado de uma composição química particular caracterizada por um baixo teor de carbono para garantir elevada ductilidade, elevado Si para assegurar uma microestrutura homogênea composta de ferrita e bainita de baixo carbono, além de baixo teor de enxofre, essencial para assegurar a elevada limpidez necessária a esses produtos. Desenvolvidos dentro do mesmo conceito, a proporção das fases presentes na microestrutura e o percentual dos elementos químicos são os fatores que determinam a resistência de cada produto. Esses aços estão especificados em vários veículos nacionais estando os produtos homologados e/ou em homologação em diferentes montadoras.

Categoria: LIDERANÇA DE MONTADORAS

| Caoa Montadora de Veículos

Carlos Alberto de Oliveira Andrade e quatro décadas de sucesso

Carlos Alberto de Oliveira Andrade teve um ano intenso e marcante, além de promover uma grande revolução na indústria automotiva durante 2018, após o anuncio do acordo de cooperação tecnológica e comercial com a Chery, que possibilitou a criação da CAOA Chery, nova montadora 100% nacional. Em seu primeiro ano de vida, a CAOA Chery registrou expressivo crescimento de vendas, o que permitiu saltar da 20ª posição para a 15ª no ranking de participação de mercado por marcas no Brasil, com expectativa de avançar ainda mais com o lançamento dos novos produtos. Já no início de 2019, a CAOA Chery fecha seu primeiro ciclo de lançamentos comemorando o fato de ter apresentado quatro novos veículos ao mercado brasileiro em menos de um ano. Com uma estratégia agressiva, que teve início em março de 2018, com o lançamento do Tiggo 2, marcada pela grande oferta de modelos nacionais nos mais variados segmentos, a CAOA Chery encerrou a primeira quinzena de fevereiro com cinco modelos em seu portfólio: o compacto New QQ, o sedan Arrizo 5 e os SUVs Tiggo 2, Tiggo 5X e Tiggo 7. Paralelamente, em fortes parcerias com as marcas Hyundai e Subaru, além de seguir como o maior distribuidor Ford da América Latina, em quase quatro décadas, a CAOA, criada por Carlos Alberto de Oliveira Andrade, já superou a marca de um milhão e duzentos mil veículos comercializados no Brasil. Atualmente, a empresa está presente em todas as regiões do País. 

| Mercedes-Benz

Philipp Schiemer – o líder da transformação da Mercedes-Benz do Brasil

2018 foi um ano divisor de águas na Mercedes-Benz do Brasil sob a gestão de Philipp Schiemer, presidente no País e CEO para a América Latina. Mesmo com o mercado de veículos comerciais retraído, Schiemer conseguiu pilotar o barco com novos investimentos. Iniciou novo ciclo de R$ 2,4 bi no Brasil, até 2022, que contempla a continuação da modernização das fábricas de veículos comerciais rumo à Indústria 4.0, além de novos produtos e serviços de conectividade. Nesse mesmo ano, entregou a primeira fase da Indústria 4.0 na fábrica de caminhões de São Bernardo, planta que se tornou referência mundialmente em inovações tecnológicas. E inaugurou o maior e mais hi-tech campo de provas de caminhões e ônibus do hemisfério sul. No segundo semestre, com ondas melhores para a economia brasileira e, consequentemente, para veículos comerciais, o executivo retomou o segundo turno em caminhões e o terceiro em agregados. Anunciou também a contratação de 400 novos colaboradores, que já iniciaram atividades em janeiro de 2019. Cada vez mais próximo dos clientes, inovou com a realização do Dia D Cliente, mobilizando todos os seus colaboradores para ouvir as estradas. E, no fim do ano, comemorou a liderança em caminhões pelo terceiro ano consecutivo – destaque para a retomada do primeiro lugar em extrapesados -, além da liderança invicta em ônibus. Sempre se posicionando com muita transparência sobre temas que afetam o cenário econômico e o setor de transportes, Schiemer prova que não perde nenhuma onda como líder. Sempre há oportunidade de colocar a indústria brasileira em pauta com o objetivo de ganhar mais espaço no mar global de competitividade. As exportações da Mercedes-Benz, aliás, cresceram 25% no ano passado para além mar. Ainda em 2018, depois de tantas realizações na Mercedes-Benz, Schiemer foi convidado a presidir a Câmara Brasil-Alemanha.

| Volkswagen

Pablo Di Si e a missão de revolucionar a VW no Brasil

Pablo Di Si assumiu a posição de presidente e CEO da Volkswagen Região América Latina no final de 2017. Em um ano e meio, focou na implementação da Nova Volkswagen, com o lançamento de 12 das 20 novidades programadas até 2020, na maior ofensiva de produtos da marca no País. Com os lançamentos, as vendas da VW avançaram 35% em 2018, versus 14% do mercado. O Brasil também foi o mercado que representou o maior crescimento para a VW em nível mundial. A expectativa de crescimento de dois dígitos é esperada também para 2019, com a chegada do mais aguardado SUV do Brasil: o T-Cross, que abrirá novos mercados para exportação, com a expectativa de ser enviado para cerca de 50 países. Com uma participação de mercado de cerca de 15%, a Volkswagen do Brasil está também em meio a um processo de maior proximidade com seus parceiros de negócios, como fornecedores, concessionários, empregados e clientes. A digitalização é um dos pilares dessa estratégia. Um exemplo é a implementação das concessionárias digitais, que permite uma nova experiência para os clientes no momento de escolher um carro. Pablo tem promovido maior integração entre os 29 países da região SAM (América do Sul, América Central e Caribe), mercado que apresentou o maior crescimento para a marca em 2018 entre todas as estruturas regionais: +13% na comparação com 2017. Ex-jogador de futebol do time argentino Huracán, Pablo trouxe dos campos a ideia de time, que trabalhando de forma unida, pode vencer quaisquer obstáculos.

| VW Caminhões e Ônibus

Roberto Cortes – protagonismo para o Brasil

Mais raro ainda do que veículos elétricos nas estradas, é grandes anúncios envolvendo sua comercialização. Mas foi isso que Roberto Cortes conseguiu em 2018: ele assinou o maior acordo mundial para aquisição de caminhões elétricos. Símbolo que o mercado e os clientes confiam em seus resultados. Suas contribuições à indústria não se limitam à fronteira brasileira ou sul-americana.  Roberto Cortes também elevou em 2018 o protagonismo da engenharia brasileira. Impulsionou todo o time da Volkswagen Caminhões e Ônibus a desenvolver soluções inovadoras, criando tendências e lançando soluções inéditas que foram apresentadas pelo executivo no maior palco mundial do segmento, a IAA, na Europa. Essa sua vocação de vanguarda garantiu a Roberto Cortes assento no conselho da Traton, grupo recém-criado, mas que já nasce gigante pela tradição de suas marcas e objetivo de se tornar um campeão global. Lado a lado com Andreas Renschler e seus colegas de conselho, Roberto Cortes vem ajudando a construir sinergias que prometem transformar a indústria de transportes. Em tempos de mercado difícil, Roberto Cortes segue com o olhar adiante. Em 2018, anunciou a retomada de um segundo turno parcial de produção na fábrica da VWCO em Resende e ainda a expansão de sua operação mexicana: vai montar chassis de ônibus MAN no País. Está sempre atento às oportunidades de negócio e não perde o foco do que faz a Volkswagen Caminhões e Ônibus grande: seus colaboradores.  Aproveita cada oportunidade para inspirar os profissionais da organização.

Categoria: LIDERANÇA DE FORNECEDOR

| Aethra

Pietro Sportelli, presidente

Pietro Sportelli tem a seu lado a experiência de mais de 40 anos no mercado de autopeças, diretores dotados de alto conhecimento e networking, e ainda o seu filho e vice-presidente da Aethra, Rafael Sportelli, que está encaminhado para suceder a liderança da empresa, além de estar moldando novos caminhos internacionais para o Grupo, abrindo espaço principalmente na Europa e Estados Unidos. Mesmo diante de instabilidades política e econômica, Pietro Sportelli garantiu a construção do otimismo em sua empresa, identificando que este é um momento chave para mais investimentos e inovações, deixando claro que o grupo acredita em sua força e eficiência, apostando em uma retomada do mercado automotivo no Brasil. Para continuar no topo do setor de autopeças, a Aethra acredita na força de sua engenharia, no seu vasto know how em ferramentaria, além do poderio de sua produção das suas mais variadas autopeças. Sob a tutela de Pietro Sportelli, a Aethra coloca-se como a maior ferramentaria e o maior polo de roll forming da América Latina, tendo também a exclusividade nessa região de produtos de destaque, como o tanque híbrido de aço com revestimento organometálico e a tecnologia totalmente inovadora de hot stamping (estampagem a quente).

| Iochpe Maxion

Marcos de Oliveira, presidente e CEO

Marcos de Oliveira comandou com eficiência o crescimento e a internacionalização da Iochpe Maxion em 2018. O crescimento da receita proveniente do mercado interno foi de 29,4%, e no mercado internacional de 25,4%, em comparação com o ano de 2017. O executivo deu continuidade da estratégia de crescimento da Iochpe-Maxion no Exterior, com o lançamento de uma fábrica para produzir chassis de picapes na Argentina, a construção de uma nova fábrica na Índia (para produzir rodas de alumínio), uma nova linha de estampados no México e, mais recentemente, fez o anúncio da parceira com a Dongfeng para produção de rodas de alumínio em uma nova planta na China. Marcos de Oliveira assumiu a liderança em promover inovações para oferecer aos clientes novas alternativas tecnológicas e melhores soluções que agreguem valor ao produto final, respeitando altos níveis de qualidade e segurança, buscando a utilização de novos materiais e processos, reduzindo o peso dos componentes e sistemas, melhorando a aparência estética das rodas e estruturando a transformação digital da Iochpe-Maxion.

| Randon

David Randon – presidente das Empresas Randon (2018)

Após ter recebido há 10 anos a missão de suceder ao pai Raul Randon, fundador das Empresas Randon, falecido recentemente, na presidência do grupo, David Abramo Randon tratou de garantir a reputação do legado recebido. Iniciou, em 1999, a estruturação de uma Governança para suportar as futuras transições no comando das Empresas Randon, um complexo formado por 11 empresas que está completando 70 anos neste 2019. Durante a sua gestão, David liderou a expansão e globalização das Empresas Randon, que hoje contam com 21 unidades industriais e presença em mais de 100 países. Com parcerias e aquisições que diversificaram o portfólio, antecipou transformações para manter a empresa líder em seus mercados e conduziu a Companhia em momentos adversos da economia nacional e internacional. Em 08 de maio, o comando passará para Daniel Randon.

| Bosch

Besaliel Botelho, presidente

Besaliel Botelho, presidente da Robert Bosch América Latina, tem um papel importante na indústria automotiva que vai além de sua atuação frente à empresa que este ano comemora 65 anos de presença no Brasil. Uma equipe multidisciplinar, liderada por ele, teve uma contribuição ativa na construção do programa do Rota 2030, especialmente no que se refere aos temas de desenvolvimento da cadeia de fornecedores, eficiência energética e segurança veicular. Além disso, a visão empreendedora do executivo está levando a Bosch a expandir sua atuação no Brasil em áreas até então não comuns na organização, como agronegócios e mineração. 

Categoria: VEÍCULOS DE PASSAGEIRO

| Caoa Chery

Tiggo 5x

Lançado no País no fim do ano passado, o SUV médio-compacto da marca é montado em Anápolis (GO) e se destaca pelo design moderno e pelo bom acabamento, além de ter elevado nível de equipamentos, conjunto motriz moderno e preço competitivo. Com um motor 4-cilindros flex turbo de 1.5 litro combinado ao câmbio automatizado de dupla embreagem e seis marchas, o Tiggo 5X tem 150 cv e 21,4 kgfm à disposição. O modelo também oferece conectividade caprichada, com central multimídia que inclui uma generosa tela sensível ao toque de nove polegadas. De acordo com a Caoa Chery, o Tiggo 5X deverá ser o segundo modelo mais vendido da marca (atrás apenas do compacto Tiggo 2), e a expectativa é comercializar nove mil unidades até o fim deste ano.

| Caoa Chery

Tiggo 7

Produzido na fábrica do grupo Caoa em Anápolis (GO), o Tiggo 7 é o SUV mais sofisticado do portfólio da marca, e chegou ao mercado nacional em fevereiro deste ano, com a missão de disputar espaço com modelos mais tradicionais – e caros. Para tanto, aposta no avançado motor turbo flex de 1.5 litro, com 150 cv e 21,4 kgfm acoplado ao câmbio automatizado de dupla embreagem e seis marchas que entrega bom desempenho ao SUV médio, capaz de acomodar cinco ocupantes com conforto. Teto panorâmico, câmera de visão 360°, ar-condicionado automático de duas zonas e central multimídia com tela tátil de nove polegadas são alguns dos equipamentos disponíveis no modelo que a empresa espera ter 5 mil unidades vendidas até o fim do ano.

| Citroën

C4 Cactus

Com estilo ousado, o SUV compacto da Citroën chegou ao Brasil em agosto de 2018 para marcar a retomada da montadora em vendas. Desenvolvido especificamente para o mercado sul-americano, o C4 Cactus é fabricado em Porto Real (RJ) e pode vir com motor 1.6 THP turbo flex de 173 cv e 24,5 kgfm ou 1.6 de aspiração natural, com 122 cv e 16,4 kgfm, além de câmbio manual de cinco marchas ou automático de seis. O espaço é razoável para cinco ocupantes, e o nível dos equipamentos agrada. Frenagem automática de emergência, alerta de mudança de faixa, Grip Control com controles de estabilidade e tração, câmera de ré e central multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque são alguns dos itens disponíveis.

| Toyota

Yaris

Disponível nas configurações hatch e sedã, o Yaris foi lançado em julho de 2018 no Brasil, para preencher o espaço entre a gama Etios e Corolla no catálogo da montadora. Produzido na fábrica de Sorocaba (SP), o modelo pode ter motor de 1.3 litro e 101 cv (exclusivo do hatch) ou 1.5 litro de 110 cv, nas duas versões. Já o câmbio pode ser manual de seis marchas ou CVT (continuamente variável) de sete. Com boa lista de equipamentos de série – não há opcionais –, o Toyota Yaris conta com controle eletrônico de estabilidade e de tração, assistente de partida em rampa, volante multifunção, rodas de liga leve, computador de bordo e central multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque entre os itens disponíveis. Os planos da Toyota para o modelo são ambiciosos: vender cerca de seis mil unidades por mês até o fim deste ano.

Categoria: VEÍCULOS PREMIUM

| Mercedes-Benz

Classe A

Renovado, o modelo de entrada da Mercedes estreou no Brasil no início deste ano, trazendo como principal atração a central multimídia MBUX, com tela de 10,2 polegadas sensível ao toque com inteligência artificial. Com isso, o sistema “aprende” os comandos por voz e pode “conversar” com o motorista. Com 4,42 m de comprimento, 1,80 m de largura e 2,73 m de entre-eixos, o novo Classe A oferece bom espaço para seus ocupantes, enquanto o motor 4-cilindros turbo a gasolina com 224 cv entrega ótimo desempenho. O câmbio automatizado de dupla embreagem e sete marchas contribui para realçar a esportividade do hatch.

| Mercedes-Benz

Classe C 200 EQ Boost

O sedã premium mais vendido do País foi revitalizado e chegou às lojas em outubro do ano passado, e embora esteja disponível em três versões, é a C 200 EQ Boost que merece mais destaque (as outras são a C 180 e a C 300). Nela, o motor 1.5 turbo a gasolina, com 197 cv, traz um sistema que fornece uma potência extra (14 cv), produzida por um gerador e acumulada em uma bateria adicional de 48V. Em ultrapassagens ou outras situações específicas, o carro conta com essa força adicional, proporcionando mais segurança e economia (até 10%, de acordo com a fabricante). Faróis de LED, central multimídia com tela sensível ao toque de 10,2 polegadas e quadro de instrumentos totalmente digital são outras novidades do modelo, que é montado em Iracemápolis (SP).

| Volkswagen

Tiguan Allspace

Construída sobre a plataforma modula MQB, a segunda geração do conhecido SUV da Volkswagen cresceu e ganhou opção para sete ocupantes. Trazido do México, o VW Tiguan Allspace pode ter motor 1.4 TSI flex de 150 cv ou 2.0 (também turbo, mas só a gasolina) de 220 cv exclusivamente na versão R-Line 4Motion, a mais cara da gama. Já o câmbio é sempre automatizado de dupla embreagem, com seis marchas (1.4) ou sete no R-Line. Apesar de usar o nome Allspace em todas as versões, somente a Comfortline e a R-Line possuem sete bancos. Em compensação, todos os Tiguan vêm bem equipados de fábrica: seis airbags, controles de estabilidade e de tração, faróis de neblina, rodas de liga leve, ar-condicionado automático de três zonas e central multimídia com tela tátil de oito polegadas estão presentes em todos os modelos.

| Volvo

XC40

O menor SUV da Volvo estreou por aqui em abril de 2018, trazendo o conhecido padrão de segurança e qualidade da marca. Com 4,42 m de comprimento, 1,86 m de largura e 1,65 m de altura, o XC40 chegou para agradar aos consumidores de SUVs Premium, mas que desejam um veículo mais fácil de manobrar no espaço urbano. Oferecido nas versões T4, T5 Momentum e T5 R-Design (ambas com 252 cv), o XC40 conta sempre com motor 4-cilindros turbo. A diferença fica por conta do compressor presente nos modelos T5, que proporciona maior potência (252 cv, contra 190 cv do T4). O pacote de itens de segurança inclui o City Safety, programa que ajuda a evitar acidentes com carros, pedestres, ciclistas e animais mesmo à noite com o carro rodando em baixas velocidades. Opcionalmente, o modelo pode contar com sistema de direção semiautônoma.

Categoria: VEÍCULOS COMERCIAIS LEVES

| Citroën

Jumpy Minibus

Trazida do Uruguai desde maio de 2018, a versão para passageiros do utilitário – também disponível na configuração para carga – tem capacidade para onze ocupantes (dez passageiros e motorista) e traz sob o capô o motor 1.5 turbodiesel, que entrega 115 cv e 30,6 kgfm, que proporciona bom desempenho ao modelo, construído sobre a plataforma modular EMP2, a mesma utilizada pelos SUVs Peugeot 3008 e 5008. O câmbio é manual de seis marchas. Controle eletrônico de estabilidade, assistente de partida em rampas, ar-condicionado, direção com assistência eletro-hidráulica, computador de bordo e faróis de neblina são itens de série.

| Nissan

Frontier (Argentina)

Antes importada do México, a picape da marca japonesa passou a ser trazida da Argentina desde novembro passado, e também ganhou novas versões. As cinco opções – S, Attack 4x2, Attack 4x4, XE e LE – possuem o mesmo motor 4-cilindros diesel, mas as duas primeiras são sobrealimentadas com apenas um turbo e têm 160 cv e 41 kgfm, enquanto as demais (todas com tração nas quatro rodas) são biturbo e possuem 190 cv e 45,9 kgfm à disposição. O câmbio é automático de sete marchas com modo sequencial, exceto no modelo S, que tem caixa manual de seis marchas. Bloqueio eletrônico do diferencial, controle de descida, assistente de partida em rampas, controle de estabilidade e tração, faróis de LED, câmera de 360° e central multimídia com tela tátil de oito polegadas são alguns dos equipamentos disponíveis no utilitário.

| Peugeot

Expert Minibus

A configuração para passageiros (há também uma furgão) do novo utilitário da marca francesa é produzida no Uruguai, mas finalizada no Brasil, onde estreou em outubro passado. Com design ousado e capacidade para onze ocupantes (dez passageiros e motorista), o Expert Minibus conta com motor 1.5 turbodiesel, capaz de produzir 115 cv e 30,6 kgfm, acoplado ao câmbio manual de seis marchas. Entre os equipamentos de segurança, destaque para o controle de estabilidade, o assistente de partida em rampas e o sensor de fadiga do condutor. A garantia de fábrica é de três anos.

| Volkswagen

Amarok V6

A versão topo de linha da picape é fabricada na Argentina e chegou ao Brasil em fevereiro de 2018 com a missão de ajudar a impulsionar as vendas do utilitário, que até então, não contava com opção de motorização, além da 4-cilindros. Com 225 cv e 56,1 kgfm à disposição, a Amarok V6 é a picape mais potente do mercado e ainda possui câmbio automático de oito marchas e tração integral 4Motion de série. Controles eletrônicos de tração e de estabilidade, assistente de partida em rampas, controle de descida (com modo off-road), ar-condicionado automático de duas zonas e central multimídia com tela de 6,3 polegadas sensível ao toque são alguns dos equipamentos de série.

Categoria: VEÍCULOS PESADOS

| Mercedes-Benz

Axor 3131 Canavieiro Autônomo

Apresentado oficialmente no IAA 2018, maior feira de veículos comerciais do mundo, que acontece em Hannover, na Alemanha, o Axor 3131 canavieiro autônomo, é bom lembrar, não é protótipo. O caminhão já pode ser comprado nas revendas Mercedes-Benz para atuar na colheita de cana deste ano. Este caminhão foi desenvolvido aqui no Brasil em uma parceria entre a Mercedes e a empresa Grunner, especializada em tecnologia agrícola. O caminhão opera em Fase 2 da automação, ou seja, embora faça tudo sozinho na operação ao acompanhar as colheitadeiras que o carregam, ele precisa da intervenção do motorista para ir ao transbordo. O Axor 3131 canavieiro autônomo recebeu uma nova configuração com quarto eixo adicional, bitola mais larga (distância entre as rodas), pneus agrícolas de alta flutuação e antenas para captar sinal de satélite. A direção autônoma é controlada por um sistema que inclui piloto automático, GPS e georreferenciamento, sendo utilizada exclusivamente nos trechos mapeados da fazenda onde acontece a colheita. Vantagens operacionais do autônomo da Mercedes com relação a tratores: até 50% de redução no consumo de combustível, 40% a menos no consumo de lubrificantes e 30% a menos no custo de reparo e manutenção.

| VW

Delivery 9.170

A nova família Delivery foi apresentada ao mercado oficialmente em 2017 mas os modelos de 3,5 a 13 toneladas foram chegando aos poucos aos consumidores. Esses caminhões leves foram pensados para oferecer mais eficiência à logística urbana. A grande preocupação da engenharia da Volkswagen Caminhões foi utilizar materiais mais leves na produção desses veículos que precisam ser, ao mesmo tempo, ágeis e robustos. Com melhorias na suspensão, motor, freios e eixos, o Delivery 9.170 é o mais versátil dos modelos uma vez que funciona bem nas entregas urbanas e tem capacidade e potência para também levar cargas de uma cidade a outra, de maneira econômica e rápida, em um raio de até 100 quilômetros. O peso total deste caminhão foi reduzido em 10% em comparação com o modelo anterior que, aliado ao motor Cummins de 3,8 litros de 165 cv de potência, o torna, também, mais econômico que seu antecessor.

| Scania

Nova Geração de Caminhões

Lançada no final de outubro do ano passado, a nova geração de caminhões Scania apresenta significativas mudanças nas cabinas e no motor. Com mais espaço e conforto interno – melhorando a ergonomia -, design aprimorado para melhorar a aerodinâmica e uma ampla reengenharia nos motores, a marca garante que seus novos veículos podem ser até 12% mais econômicos que os anteriores. Segundo contas da Scania, só os novos motores, desenvolvidos com tecnologia de alta pressão de injeção de diesel e com múltiplos pontos para diminuir o consumo e as emissões, contribuem com 8% na redução de consumo. O aperfeiçoamento da aerodinâmica da cabina garante mais 2% de ganho e os ajustes na transmissão automatizada Opticruise contribuem com mais 2%.

| Volvo

VM Canavieiro Autônomo

A Volvo foi a primeira a lançar e testar um caminhão autônomo para operação controlada no campo no Brasil. A montadora sueca apresentou o VM canavieiro autônomo no segundo semestre de 2017, demonstrando-o em uma usina de açúcar em Maringá, PR e, cerca de um ano depois, em setembro do ano passado, anunciou a venda de sete unidades deste veículo para o Grupo Usaçucar, o mesmo que o testou quando estava em fase final de desenvolvimento. O veículo foi desenvolvido pela engenharia da Volvo no Brasil com participação dos engenheiros suecos e este negócio entra para a história da empresa como a primeira venda de caminhões autônomos no mundo. O VM com tecnologia autônoma é equipado com um sistema que permite a operação em modo autoguiado quando está dentro da lavoura. Durante a colheita, o veículo é capaz de “visualizar” de forma virtual as linhas de plantação e seguir sozinho por elas, sem interferência direta do condutor. O caminhão possui sistema de geolocalização que identifica com exatidão o caminho a ser seguido e aciona o sistema de direção autônoma. De acordo com a Volvo, o valor pago a mais por essa tecnologia é zerado já na primeira safra em função da alta produtividade com reduzido consumo de combustível.

Categoria: INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

| Bosch

Industria 4.0 – Smart Retrofit

A empresa promoveu a introdução da I4.0 em fornecedores como solução regional para facilitar o ingresso de pequenas e médias empresas na nova era da industria. Foi ajustado o foco em máquinas e processos existentes, permitindo que benefícios da I4.0 sejam alcançados de forma rápida e sem necessidade de investimentos em novos equipamentos ou sistema produtivos. Um exemplo foi a customização e co-criação entre Bosch, Rexroth e Rudolph (fornecedor) com o Projeto "Success Fee", sem investimento para o fornecedor, apenas compartilhamento de ganhos 50/50, durante três anos. O objetivo foi elevar a competitividade por meio dos primeiros passos da introdução da I4.0: aumento de eficiencia (OEE); predição de falhas; redução de tempos de ciclo; redução de custos de manufatura (MO, manutenção e defeitos). O propósito foi alcançado com a definição de focos prioritários de melhoria através de mapeamento (lean manufacturing), sensoriamento de sinais vitais para o processo (sensores e gateways), monitoramento via software de “condition monitoring” e análises e ações de AI (data analytics e machine learning). Como resultado, já no primeiro ano do projeto foram apurados ganhos de 35% de produtividade, redução de 30% de custos de manutenção, aumento de 15% de eficiência (OEE), além da redução de 50% dos custos de defeitos.  

| Toyota

Tecnologia Híbrida Flex – pioneirismo global

Investimentos em novas tecnologias e a preparação para o futuro da mobilidade são atuais necessidades de toda a indústria automotiva global. E a Toyota, confiante de que o carro híbrido seja hoje o primeiro passo rumo a essa transformação, e também a solução mais viável para o mercado nacional neste momento, anunciou, no ano passado, o desenvolvimento e produção do primeiro veículo híbrido equipado com motor de combustão interna flex.  Até chegar à formatação do primeiro protótipo, montado no modelo Prius, a Toyota realizou diversos testes, que tiveram início em meados de 2015. As fases de estudos e desenvolvimento colocaram lado a lado as equipes de engenharia da Toyota Motor Corporation, no Japão, e da Toyota do Brasil, para somar esforços e buscar sintonia entre as tecnologias. A produção do híbrido flex foi confirmada no final de 2018. O anúncio oficial de qual modelo deverá ser equipado com essa tecnologia acontecerá este ano. O primeiro híbrido flex do mundo será produzido no Brasil e será o híbrido mais limpo que existe. A tecnologia híbrida flex reúne o potencial máximo de cada solução ao utilizar combustível oriundo de fonte 100% renovável. O modelo possui um dos mais altos potenciais de compensação e reabsorção na emissão de CO2 gerado desde o início do ciclo de uso do etanol extraído da cana-de-açúcar, passando pela disponibilidade nas bombas de abastecimento e sua queima no processo de combustão. A estratégia faz parte de um conjunto de esforços da Toyota no cumprimento de metas ambientais ambiciosas, previstas no seu Desafio Ambiental Global 2050. 

| Volkswagen Caminhões e Ônibus

Volksbus E-Flex

A VWCO desenvolveu o mais abrangente e inovador conceito de flexibilidade e modularidade a ser aplicado em veículos comercias: a arquitetura modular flexível elétrica, que permite o veículo contemplar todas as variantes da mobilidade elétrica (BEV-veículo elétrico a bateria; HEV-híbrido elétrico; PHEV-plug-in híbrido elétrico; REEV-elétrico de autonomia estendida).     Esta iniciativa resultou em um ônibus com tração 100% elétrica, suportado por um pequeno e otimizado conjunto de baterias e um motor de veículos de passageiros como extensor de autonomia (VW TSI 1.4L), que pode ser operado com gasolina, etanol, gás natural e biometano. A plataforma foi desenvolvida pela engenharia brasileira para facilitar e acelerar a introdução da eletrificação no transporte urbano, com um veículo de custo otimizado capaz de operar continuamente no modo híbrido, reduzindo em mais de 90% a emissão de poluentes, e também no modo 100% elétrico, atendendo às zonas de restrição com zero emissões de poluentes, sem requerer investimentos. Dessa forma, dribla os grandes desafios de infraestrutura das municipalidades, maximizando a eficiência operacional e minimizando o custo total da operação. O Volksbus e-Flex foi um dos grandes destaques da maior feira de veículos comerciais do mundo – a IAA 2018 -, com uma arquitetura modular que possibilita a adequação do produto às mais diversas aplicações, fornecendo o mais amplo conceito de flexibilidade às demandas de autonomia, peso, custo, infraestrutura, eficiência, produtividade, conforto e legislações de emissões e ruído.  

| ZF do Brasil

Transmissão automatizada Made in Brazil

Uma das mais modernas transmissões automatizadas para caminhões médios e semipesados do mundo foi nacionalizada pela ZF em 2018, em Sorocaba, SP. A transmissão automatizada de 9 marchas tem peso reduzido em relação ao que existe no mercado e é reconhecida como uma das mais robustas e eficazes soluções para este segmento, por apresentar o conceito de transmissão de nove velocidades mais eixo traseiro com simples redução. Um componente que desempenha um papel essencial no conforto do sistema 9AS EcoTronic é a Unidade de Controle Eletrônico – que se baseia na mesma plataforma de software de controle da transmissão TraXon.  Além de possibilitar diferentes modos de condução – de Eco até Power – com sua arquitetura de software e dependendo da aplicação, a unidade de controle oferece diversas funcionalidades adicionais como opcionais. Para tornar a EcoTronic econômica, inclusive com relação aos custos do ciclo de vida total, a ZF se concentrou sobretudo na facilidade da manutenção da transmissão. Sua modularidade possibilita utilizar até seis kits de reparo. Dependendo do modo de montagem no veículo, muitos dos eventuais serviços de manutenção e reparo podem ser realizados sem precisar remover a transmissão. 

Categoria: INOVAÇÃO DE STARTUPS

| Eaton

Investimentos em startups no Brasil

Em 2018, a Eaton firmou parceria com a Liga AutoTech, programa de atração de startups com propostas específicas para o setor automotivo e de transporte de carga, organizado pela aceleradora Liga Ventures. Atualmente, a Eaton tem diversos projetos-piloto em andamento com potencial para abrir novas frentes de negócio, além de soluções já em uso. Com as startups, a empresa ganhou dinamismo e passou a ter ideias o tempo todo para aproveitar as oportunidades de negócio. Entre os projetos desenvolvidos e efetivamente lançados está o pioneiro aplicativo goECO, que permite que mecânicos façam de forma simples e rápida a avaliação de caixas de transmissão, sem ter que retirá-las do veículo e desmontá-las. Após realizar a avaliação da transmissão, o reparador busca em tempo real quais são os distribuidores mais próximos para a aquisição da transmissão remanufaturada. Tudo isso digitalmente, dando maior confiabilidade ao processo, ao reparador e ao proprietário do veículo. Atualmente, a Eaton conta com outros sete projetos em fase avançada de desenvolvimento com startups nas áreas de inteligência artificial e realidade aumentada. 

| Mercedes-Benz e TruckPad

Acesso a uma enorme base de dados sobre caminhões no Brasil

Ao longo de 2018 a Mercedes-Benz amadureceu a parceria com a TruckPad, startup brasileira que conecta caminhoneiros aos pedidos de transporte de carga e, assim, gera negócios e reúne em sua plataforma os dados dos veículos em circulação no País. No fim de 2017 a empresa comprou participação minoritária da companhia em uma operação inédita para a montadora no Brasil, que até então só tinha investido em startups estrangeiras. Ao longo do ano passado um profissional da fabricante de caminhões se integrou à equipe da TruckPad para avaliar como a companhia pode fazer o melhor uso da imensa base de dados que a plataforma tem sobre o transporte de carga no Brasil. Com informações de mais de 350 mil usuários do aplicativo, a empresa sabe as rotas preferidas de cada motorista, por quais estradas viajam e em quais concessionárias e postos param no caminho.

| Toyota

Projeto Bynd – startup vencedora do desafio Inovemob

Em outra frente rumo ao futuro da mobilidade, a Toyota adotou o desafio de tornar-se não somente uma empresa que fabrica carros, mas uma empresa de mobilidade para todos. Este também é um direcionamento global da companhia, que parte do princípio de que todas as pessoas têm o direito de se locomover de diferentes maneiras. As iniciativas pelo mundo incluem desde inovações voltadas a pessoas com mobilidade reduzida até parcerias com startups para o desenvolvimento de projetos de mobilidade em grandes centros urbanos.   Para atuar nessa frente, a Toyota Motor Corporation criou, em 2014, a Toyota Mobility Foundation. No Brasil, a primeira atuação direta da entidade se deu por meio do projeto InoveMob, em 2018, realizado em parceria com a WRI Brasil. A ação buscava encontrar soluções inovadoras de mobilidade para áreas de circulação intensa, como grandes metrópoles. Doze projetos foram pré-selecionados inicialmente. Dentre eles, cinco finalistas foram escolhidos e receberam cerca de R$ 80 mil cada um para avançar com seus respectivos planos de negócio. O projeto de aplicativo bynd para caronas corporativas, desenvolvido por uma startup, foi anunciado em dezembro do ano passado como o grande vencedor. Os idealizadores receberam a premiação de cerca de R$ 400 mil para que possam seguir com a implementação do sistema.

| Nissan

Inovação no atendimento ao cliente com a inteligência artificial Laura

Para humanizar o atendimento na internet, a Nissan firmou parceria com a Prometheus, startup responsável por desenvolver o sistema de inteligência artificial Laura, que agora interage on-line com os consumidores da marca. A tecnologia tira dúvidas sobre os carros e, por outro lado, leva eficiência à montadora ao aproveitar melhor os dados acumulados sobre os clientes atuais e potenciais da companhia. Laura traduz o big data da Nissan e, assim, consegue prever o comportamento do cliente, indicando ao departamento de vendas da companhia qual carro pode interessar àquela pessoa. Segundo a fabricante de veículos, no futuro a inteligência artificial deve ser usada em outras funções, como assistente digital de voz no próprio carro. A ideia é aplicar a tecnologia na digitalização de todos os processos da marca com os consumidores.

Categoria: INOVAÇÃO EM DISTRIBUIÇÃO

| FCA

Concessionária digital Fiat

A Fiat avança na implantação de concessionárias digitais. A primeira delas, inaugurada em novembro do ano passado, na avenida Pacaembu, em São Paulo, mantém a média de um veículo vendido por dia. A experiência será repetida pelo Grupo Amazonas que expande o conceito digital para as suas operações, especificamente na concessionária situada na avenida Santos Dumont, na zona Norte de São Paulo. Além delas, oito outras lojas já estão contratadas e iniciarão o atendimento ao público até agosto. A meta no futuro é colocar o sistema em todos os 521 pontos da rede Fiat no País. Toda a experiência de compra é feita no ambiente digital da nova concessionária Fiat.

| Mercedes-Benz

Mercado de peças Mercedes-Benz

Nunca foi tão fácil comprar peças para veículos comerciais: pegue um carrinho, ande pelas gôndolas, separe os itens que precisa para o seu caminhão, ônibus ou comercial leve e passe no caixa. É dessa forma que a Mercedes-Benz inovou e lançou o “Mercado de Peças Mercedes-Benz”, conceito inédito de autoatendimento para venda de peças de veículos comerciais na sua rede de concessionários.  A marca é a primeira do segmento a lançar esse novo formato para distribuição de peças, que assegura inúmeras vantagens aos clientes, como praticidade, rapidez, conveniência, menor tempo de espera para atendimento, maior variedade de produtos e isenção de pagamento de frete. A primeira loja do “Mercado de Peças Mercedes-Benz” é uma iniciativa desenvolvida em parceria com o concessionário De Nigris de Sorocaba (SP), que foi o pioneiro no autoatendimento de peças para os clientes em 2018. Lá, estão reunidos em um único espaço diversos itens de peças genuínas Mercedes-Benz, remanufaturadas da linha Renov e peças e acessórios Alliance. Para expandir esse formato para toda a rede de concessionários, será feito um projeto exclusivo do “Mercado de Peças” para cada dealer, que pode variar entre os tamanhos P, M ou G (espaços reduzidos, amplos ou grandes lojas). 

| Meritor e MWM

Aliança estratégica

A Meritor fez uma parceria estratégica com a MWM Motores em 2018 com o objetivo de fortalecer a presença da marca na Argentina e aproximar-se do consumidor local daquele país.   Trata-se de um acordo para que os componentes da Meritor, em Osasco, na região Metropolitana de São Paulo, sejam enviados para a fábrica da MWM Jesús Maria (Perto de Córdoba) e de lá sejam comercializados pela própria MWM aos distribuidores da Argentina. A Aliança aprimorou ainda mais os serviços prestados para o mercado de reposição, pois o consumidor do país vizinho conta, agora, com estoque de peças local. Com o sucesso desta parceria, as marcas já estudam a fabricação e nacionalização de alguns itens na Argentina, bem como expansão da rede de distribuição no país.

| Volkswagen

Concessionária digital, uma nova forma de vender e comprar carros

O Brasil é o primeiro mercado a implementar o formato de concessionária digital da Volkswagen, um conceito totalmente inovador de venda de automóveis. Equipadas com ferramentas digitais – como tela touch e óculos de realidade virtual –, elas proporcionam uma nova experiência do cliente com a marca. Em linha com a Nova VW, o projeto é voltado a um novo perfil de consumidor, que busca tecnologia, sofisticação, design e conectividade. Lançado por meio de um projeto piloto em 10 pontos de venda no País, conta com lojas digitalizadas, flexíveis, enxutas e com espaços de convivência. Até o final de 2019, cerca de 100 pontos de venda já contarão com a tecnologia, que também será adotada em outros países da América Latina. Por meio de óculos de Realidade Virtual, os clientes podem ‘entrar’ em todos os veículos do portfólio VW. Por meio de totens, clientes e vendedores podem pesquisar todos os detalhes e diferenciais dos veículos, condições de compra e financiamento. As TVs com tela touch de 55 polegadas trazem o Configurator, que possibilita ao cliente montar o carro que melhor atende o seu estilo de vida. A digitalização permite também um formato mais enxuto de concessionárias, a partir de 90 m², com quantidade menor de carros físicos em exposição. Isso facilita a presença da marca em regiões mais nobres e altamente valorizadas. Os novos concessionários podem escolher se a loja será exclusiva para vendas de veículos, oficina de reparos ou se agregará todos os serviços.

Categoria: INOVAÇÃO EM MOBILIDADE

| BMW

Marca atinge 110 pontos de carregamento e lidera infraestrutura de carros elétricos no País

Pioneira na comercialização de veículos eletrificados no país, a BMW vem contribuindo de maneira expressiva no desenvolvimento da infraestrutura de recarga de veículos elétricos no Brasil. A fabricante atingiu, em 2018, um total de 110 pontos de carregamento elétricos 100% gratuitos – a maior rede de abastecimento no país, a partir de parcerias com grandes empresas como Ipiranga, Pão de Açúcar, Multiplan, Hotel Fasano, Shopping Iguatemi e McDonald’s. As estações estão situadas em shoppings, supermercados, restaurantes, universidades, postos de combustível, hotéis e construtoras. Além disso, a BMW é a única fabricante com estações de recarga no Sudeste, Centro Oeste, Nordeste e Sul em 35 cidades brasileiras; e também a única a disponibilizar estações de recarga rápida de 50 kW em rodovias com o padrão europeu e japonês. Ano passado, o BMW Group Brasil inaugurou o “corredor elétrico" com seis pontos de recarga entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, em parceria dom a EDP. Não por acaso, a fabricante recebeu o título de "Marca Verde" do ano 2019 na premiação "Carro do Ano 2019", da Auto Esporte. Por fim, o BMW Group superou em 2018 a marca de 250 mil veículos eletrificados da empresa vendidos no mundo.

| SBCTrans

Empresa lançou o “Partiu SBC”, aplicativo com inédito serviço de acessibilidade para cadeirantes e deficientes visuais

A SBCTrans lançou em janeiro a nova versão do aplicativo “PartiuSBC” que conta com a inédita solução de acessibilidade para cadeirantes e deficientes visuais. O novo app vai facilitar o acesso ao transporte público de São Bernardo do Campo a pessoas com mobilidade reduzida e deficientes visuais.   A nova versão do aplicativo oferece um serviço inédito no qual o motorista do ônibus é informado que em determinada parada embarcará um passageiro PNE (portador de necessidades especiais) e que ele necessita de atendimento diferenciado.   As funções exclusivas para cadeirantes e deficientes visuais são: App adaptado ao talk back: recurso nos smartphones que lê os textos do app e reproduz em áudio para o deficiente visual; solicitação de embarque para deficiente visual e cadeirante: uma vez acionado, o motorista do ônibus é alertado com uma mensagem no painel do ônibus informando que um passageiro deficiente visual ou cadeirante irá embarcar. Uma contagem regressiva da distância até o passageiro se inicia. Atualmente, São Bernardo do Campo conta com aproximadamente 14.000 deficientes que utilizam o transporte público. Para ter acesso às funcionalidades específicas de acessibilidade, os cidadãos precisam possuir o Cartão Legal Especial e fazer uma atualização do mesmo na própria loja. Desta forma, o sistema reconhecerá cada um individualmente e mostrará os veículos disponíveis para eles em cada uma das linhas. Além do novo visual, a nova versão do “Partiu SBC” ganhou novas funções que oferecem muito mais do que acompanhar o trajeto do ônibus em tempo real e saber quando o ônibus passará no ponto:  Pontos mais próximos: serão exibidas automaticamente as linhas de ônibus que passam pelos pontos mais próximos; como chegar: selecionando-se um local de origem e um local de destino, explica como chegar de ônibus informando inclusive a necessidade de baldeação;  alerta de embarque: quando o ônibus escolhido se aproximar do local de embarque, o celular irá vibrar, emitir notificação e sinal sonoro; alerta de desembarque: ao se aproximar do local de desembarque selecionado, o smartphone irá vibrar, emitir notificação e sinal sonoro. 

| Nissan

O programa Nissan Intelligent Mobility promove ações e tecnologias, além da preparação do Leaf

Em 2018 a Nissan introduziu no Brasil seu conceito mundial Nissan Intelligent Mobility (Mobilidade Inteligente da Nissan), que busca transformar a maneira pela qual os veículos são conduzidos, impulsionados e integrados na sociedade. A apresentação oficial no Brasil aconteceu em março, em São Paulo, com o evento Nissan Futures, para jornalistas de toda a América Latina. Nele, foram explicados os pilares do conceito, demonstrado exemplos de tecnologias e revelada uma pesquisa sobre o consumidor e a mobilidade elétrica, que demonstrou, entre outros, que oito em cada 10 motoristas estão abertos a comprar um carro elétrico. Nos meses seguintes, a empresa intensificou a divulgação e as ações, como a realização de parcerias seguindo seus planos de reforçar o conhecimento técnico sobre carros elétricos no país, com projetos com a Universidade Federal de Santa Catarina e a Enel X. O Salão do Automóvel de São Paulo foi o palco para mostrar na prática a versatilidade da eletrificação com a apresentação do Leaf, do X-Trail Híbrido e do conceito Xmotion, além de diferentes ativações, como o sistema Vehicle-to-Grid, que permite ao carro gerar energia para a rede, alimentou a área VIP do estande da marca com baterias usadas de Leaf. Para completar e demonstrar que o Brasil se integrou definitivamente a inovação da mobilidade elétrica, a Nissan iniciou durante o salão a pré-venda do Leaf no Brasil, dando oportunidade aos brasileiros de também ter o carro 100% elétrico mais vendido do mundo.

| Toyota

Empresa lança projeto de compartilhamento de carros da marca em parceria com a moObie

A Toyota está trabalhando em soluções que objetivam fornecer mobilidade inteligente para a sociedade em todo o mundo. Neste sentido, a Toyota do Brasil já trabalha em um projeto de compartilhamento de seus veículos, considerando um contexto em que as pessoas estão passando de proprietárias para usuárias de automóveis. Durante o último Salão do Automóvel de São Paulo a Toyota anunciou uma iniciativa com este foco em parceria com a startup Moobie. Trata-se da criação de um projeto piloto de compartilhamento de veículos, denominado Toyota Mobility Service. Inicialmente, o projeto é direcionado e disponibilizado, em sua fase de testes, aos colaboradores da Toyota de São Bernardo do Campo e do Banco Toyota. O colaborador pode agendar os dias ou período (horas) que deseja permanecer com o veículo por meio do aplicativo Moobie. Um hardware exclusivo permite a abertura e o fechamento do carro pelo app, priorizando para o usuário a segurança, praticidade, inovação e conforto.   Os testes estão previstos até abril deste ano.  

Categoria: INOVAÇÃO EM GESTÃO

| Basf

Transformação digital como estratégia

Estar atento e participar das transformações digitais da sociedade é um fator essencial da estratégia da Basf. A cada dia se torna mais importante atuar de forma mais rápida e abrangente e diversas tecnologias como internet das coisas, big data, analytics e realidade aumentada podem ser combinadas com processos e cadeias produtivas já estabelecidas para gerar novas oportunidades e criar um diferencial competitivo. Um exemplo prático da implementação da estratégia da Basf é a inauguração em 2019 do Centro de Experiências Científicas e Digitais da companhia, ONONO, após um projeto de cocriação que levou apenas seis meses da ideia à inauguração. ONONO é um espaço de colaboração para conectar a Basf de forma efetiva e ágil às demandas de mercado e gerar valor para seus clientes, fornecedores, colaboradores e universidades. Construído no prédio sede da Basf no Brasil para criar sinergia e troca de experiências entre colaboradores e demais stakeholders, este centro é o primeiro com tais características no mundo – união de científico e digital – e tem como objetivo transformar a companhia em uma empresa catalisadora de inovação e reunir stakeholders para potencializar ideias e produtos inovadores. A constante busca por automação, conectividade e digitalização também está fortemente presente na indústria automotiva. Por isso, as montadoras e toda a cadeia de valor do setor automotivo poderão se beneficiar das conexões e experiências digitais proporcionadas pelo ecossistema do ONONO com empreendedores, ONGs, universidades, start-ups e outros stakeholders interessados em encontrar novas oportunidades e trocar experiências.

| Caoa

Com quatro lançamentos em menos de um ano, Caoa Chery impulsiona resultados

A CAOA Chery assumiu, em 2018, um grande desafio: lançar quatro veículos nacionais em menos de um ano. A estratégia agressiva de mercado deu certo e trouxe à montadora a 15ª colocação no ranking das marcas de veículos, 0,5% de market share e um crescimento de 131% em relação ao ano passado. A estratégia, que teve início em março de 2018 com a chegada do Tiggo 2, passou pelo lançamento da versão automática do SUV – que logo se tornou um sucesso de vendas – e pelo lançamento do sedan Arrizo 5 e dos SUVs Tiggo 5X e Tiggo7 no Salão do Automóvel de São Paulo. Onze meses depois, todos os veículos já estão sendo comercializados e a CAOA Chery cumpre seu objetivo de oferecer ao mercado brasileiro modelos nacionais extremamente competitivos e alinhados com as necessidades dos clientes, nos mais variados segmentos. Os produtos, marcados pela qualidade, tecnologia e design, são frutos de uma gestão inovadora, que investiu nos processos industriais das unidades de Anápolis (GO) e Jacareí (SP) para tornar as fábricas mais modernas e integradas à indústria 4.0.   Além dos novos veículos e da modernização das fábricas, a CAOA Chery desenvolveu durante esses onze meses um plano de expansão da sua rede de concessionárias e atendimento ao cliente. O número de lojas passou de 25 para 65 e um novo sistema de pós-venda – que inclui um moderno centro de distribuição de peças – foi implementado, possibilitando ao cliente receber peças em tempo recorde em caso de necessidade. 

| Mercedes-Benz

10 mil colaboradores dão ouvidos aos clientes na Mercedes-Benz

Em uma iniciativa inédita no setor automotivo, a Mercedes-Benz parou sua produção no Dia D Cliente para ouvir as expectativas de quem compra seus caminhões e ônibus em relação a produtos e serviços oferecidos, além de identificar reclamações e sugestões de melhorias, desde o momento da aquisição do veículo, sua vida útil durante a operação, até a revenda. A empresa não produziu e tampouco comercializou caminhões e ônibus por algumas horas neste dia. Foram mobilizados mais de 10 mil colaboradores das plantas de São Bernardo do Campo, Campinas (SP) e Juiz de Fora (MG), além de profissionais da rede de concessionários, Banco Mercedes-Benz, SelecTrucks e Reman. Essa ação deu uma nova dimensão ao conceito “As estradas falam. A Mercedes-Benz ouve”, em prática há quatro anos e que tem trazido frutos positivos em relação a lançamento de produtos, tecnologias e serviços que são desejos do mercado. A empresa foi a campo ouvir dos clientes suas expectativas. O sucesso do portas abertas foi o envolvimento massivo da população mercedeira das áreas de produção e administrativas, que acompanharam os debates com 23 clientes influenciadores de caminhões e ônibus em 80 salas temáticas e por meio de telões espalhados pelas fábricas. Ouvir, entender e transformar as demandas de clientes com mais agilidade e assertividade foi o propósito do evento. Ao final, quase 500 temas de interesse dos clientes foram discutidos, 700 iniciativas sugeridas pelos clientes e mais de 1500 ideias dadas como solução ao mercado pelos colaboradores. Agora a empresa irá categorizar, planejar e implementar as mudanças para encantar ainda mais seus clientes. Para essa ação, quase 200 pessoas se envolveram em um planejamento que durou quase sete meses. 

| Volkswagen

Tecnologia do carro aplicada ao RH da VW: Inteligência Artificial na comunicação com empregados

Com o lançamento do Manual Cognitivo do Virtus em 2018, a VW foi a primeira marca no mundo a utilizar inteligência artificial do IBM Watson para responder perguntas sobre todos os detalhes do carro. Na 1ª fase, o sistema, disponível apenas em português, estava apto a responder 10 mil perguntas. Hoje, com mais de 25 mil perguntas cadastradas em português e espanhol, está disponível em outros três modelos da marca: Tiguan, Jetta e T-Cross. Com base nessa tecnologia, a área de recursos humanos da VW desenvolveu o Assistente Cognitivo, instalado no aplicativo VW&Eu para comunicação com os empregados. Disponível para todos os 15.500 empregados da VW no Brasil, a ferramenta responde questões sobre saldo de férias, banco de horas, plano médico, entre outros serviços e informações de RH agora disponíveis na palma da mão dos empregados horistas e mensalistas. São aproximadamente 1.000 perguntas cadastradas até o momento, mas, assim como o manual do carro, o Assistente Cognitivo aprende a cada pergunta feita. Lançado em novembro de 2018, já realizou aproximadamente 1.600 conversas. Com o assistente o empregado passa a ter acesso rápido e intuitivo a informações que antes dependiam da consulta por meio de um gestor ou de espera na central telefônica. Com esse e outros serviços, o App VW&Eu conta com alto índice de adesão: 96% de todo o efetivo acessam o aplicativo, o que demonstra que a ferramenta é, de fato, útil e relevante para os empregados da VW.

Categoria: SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

| Bosch

Auto-suficiência no abastecimento de água industrial

A unidade da Bosch de Campinas (SP) alcançou a autonomia no abastecimento de água para processos industriais através de um plano de gestão da água. Ao longo dos anos, a empresa investiu em infraestrutura, equipamentos e treinamento visando reduzir o impacto ambiental e econômico decorrente do consumo deste recurso natural pelos processos de produção, de utilidades e de saneamento da planta. O projeto previu a criação de duas redes distintas de abastecimento de água: potável, para consumo humano, e industrial, para processos fabris e vasos sanitários. Criou-se assim a oportunidade de utilizar água de reuso sem impactar na qualidade para o funcionário. Numa segunda etapa foram instalados sistemas de recirculação de água para processos galvânicos (troca iônica) e de tratamento/recuperação de água de esgoto (osmose reversa). Desta forma 40% da demanda é abastecida com água recirculada.  Para garantir o restante da demanda, uma lagoa artificial nas dependências da empresa acumula 70% da água de chuva recolhida no site da companhia.  Além de seis unidades de negócio, o site de Campinas abriga a área corporativa da América Latina, superando assim mais de 5.000 funcionários diretos e indiretos. Adicional à questão da sustentabilidade ambiental, há o efeito econômico devido ao alto custo do fornecimento de água local. A utilização de recursos próprios trouxe uma redução na ordem de 60% do custo de fornecimento e tratamento de água industrial. 

| Cummins

Tecnologia Cummins a favor da sustentabilidade

Ao projetar as novas salas de testes, inauguradas em 2018 com conceitos da Indústria 4.0, a Cummins Brasil desenvolveu um sistema sustentável de geração de energia elétrica. Ao mesmo tempo em que os 100% motores novos são submetidos a testes, produzem energia capaz de abastecer em 40% a rede elétrica da área de montagem da unidade fabril, localizada em Guarulhos (SP). A companhia foi pioneira ao trazer o projeto inovador que hoje está sendo modelo para o desenvolvimento do sistema em outras unidades da Cummins no mundo. O processo pleno, com 100% dos motores sendo testados pelos novos equipamentos e gerando energia, teve início em setembro do ano passado e só neste período foi registrada uma economia de US$ 50 mil e redução na emissão de CO2 de 950 toneladas, de acordo com a organização Iniciativa Verde. A previsão para 2019 é reduzir 1.626 toneladas de CO2, o equivalente a 10,3 mil árvores necessárias para a compensação.

| Toyota

Projeto Águas da Mantiqueira da Fundação Toyota do Brasil

O oitavo ecossistema mais rico do planeta ocupa um território de 500 quilômetros de extensão, resguarda 5% da flora mundial e é responsável por abastecer com recursos hídricos mais de 14 milhões de pessoas por dia no Brasil. Localizada entre os estados de SP, MG e RJ, a Serra da Mantiqueira, entrou em colapso deixando milhões de pessoas sem ou com pouco acesso à água entre 2014 e 2015. Nos últimos anos, o Sistema Cantareira, um dos reservatórios que recebem recursos hídricos da cordilheira, continua a apresentar níveis bastante baixos de sua capacidade desde a recente crise. Um estudo realizado pela Fundação Toyota do Brasil, em Santo Antônio do Pinhal (SP), em parceria com a Fundepag (Fundação de Desenvolvimento da Pesquisa do Agronegócio) foi entregue ao poder público, em 2018, visando a conservação da biodiversidade, o planejamento territorial e o desenvolvimento socioeconômico sustentável do município. No total, foram avaliadas 10 bacias hidrográficas da região, sua flora, fauna construções em área urbanas e rurais, situação de esgotamento sanitário, educação, entre outros temas. O objetivo é que as diretrizes, muitas orientadas pelas Soluções baseadas na Natureza (SbN), sejam utilizadas pela prefeitura para elaborar um planejamento territorial da cidade que seja compatível com a conservação do meio ambiente e o desenvolvimento socioeconômico compatíveis com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS, estabelecidas pela ONU. 

| ZF

Produção de embreagens limpa e inteligente

A ZF possui um Centro de Competência na P&D de materiais de fricção para embreagens desde 1998, localizado em São Bernardo do Campo, SP. Desta unidade industrial saem embreagens que equipam carros e caminhões em toda a América do Sul. É também a única planta global da ZF responsável por exportar revestimento de embreagens para todo o mundo.   Com o objetivo de eliminar o uso de combustíveis fósseis no processo produtivo e com isso alcançar excelência socioambiental, a ZF desenvolveu um revestimento totalmente livre de solventes e, portanto, mais limpo e livre de emissões. O revestimento destas peças nada mais é do que o principal componente gerador de atrito entre as superfícies metálicas do volante e platô, que transfere o torque do motor para a transmissão movimentar o veículo. Com o novo processo e em linha com a estratégia ambiental da empresa o revestimento das embreagens tornou-se também superior em termos técnicos. Trata-se de um modelo em operação desde o final de 2017, com resultados que trazem um grande avanço na construção de embreagens para veículos de passeio e comerciais. O novo processo produtivo é cinco vezes mais rápido que o anterior, melhorou em cerca de 10% a qualidade do revestimento e permitiu que o material atingisse aproximadamente 20% mais leveza. Além dessas vantagens, o novo processo aumentou a durabilidade em até 10%. O revestimento com o novo conceito já vem sendo aplicado no aftermarket da ZF no Brasil e Europa.