NONA EDIÇÃO | 2019

O PRÊMIO

O valor da excelência e da inovação na indústria automobilística e setor da mobilidade

O prazo para envio dos cases se estende até 1º de março

 

O Prêmio REI – Reconhecimento à Excelência e Inovação, de Automotive Business, elegerá as iniciativas mais importantes no setor automotivo e da mobilidade no período de 1º de fevereiro de 2018 a 1º de fevereiro de 2019. Para concorrer, as empresas e executivos do setor devem enviar seus cases até 1º de março. Automotive Business, com a colaboração de um júri, elegerá os quatro melhores cases nas quatorze categorias do prêmio, que serão levados à etapa final, na qual os leitores de Automotive Business e participantes do #ABX19 votarão para apontar os vencedores.

CONFIRA OS FINALISTAS

Categoria: MONTADORA

| Toyota

O melhor desempenho em 60 anos no Brasil

| VW Caminhões e Ônibus
Performance que ficará na história

| Volkswagen

O maior ciclo de lançamentos da indústria no Brasil

| Mercedes-Benz

Salto tecnológico em 2018

Categoria: FORNECEDORES

| Aethra

Inovações para ficar à frente do mercado

| MWM Motores

Gerenciamento da cadeia de suprimentos e atendimento ao cliente

| Sabó

Revolução no mercado com juntas em processo de nanotecnologia

| Usiminas
Aços de alta resistência para suspensão de veículos automotivos

Categoria: LIDERANÇA DE MONTADORAS

| Caoa Montadora de Veículos

Carlos Alberto de Oliveira Andrade e quatro décadas de sucesso

| Mercedes-Benz

Philipp Schiemer – o líder da transformação da Mercedes-Benz do Brasil

| Volkswagen

Pablo Di Si e a missão de revolucionar a VW no Brasil

| VW Caminhões e Ônibus

Roberto Cortes – protagonismo para o Brasil

Categoria: LIDERANÇA DE FORNECEDOR

| Aethra

Pietro Sportelli

| Iochpe Maxion

Marcos de Oliveira, presidente e CEO

| Randon

David Randon – presidente das Empresas Randon (2018)

| Bosch

Besaliel Botelho, presidente

Categoria: VEÍCULOS DE PASSAGEIRO

| Caoa Chery

Tiggo 5x

| Caoa Chery

Tiggo 7

| Citroën

C4 Cactus

| Toyota

Yaris

Categoria: VEÍCULOS PREMIUM

| Mercedes-Benz

Classe A

| Mercedes-Benz

Classe C 200 EQ Boost

| Volkswagen

Tiguan Allspace

| Volvo

XC40

Categoria: VEÍCULOS COMERCIAIS LEVES

| Citroën

Jumpy Minibus

| Nissan

Frontier (Argentina)

| Peugeot

Expert Minibus

| Volkswagen

Amarok V6

Categoria: VEÍCULOS PESADOS

| Mercedes-Benz

Axor 3131 Canavieiro Autônomo

| VW

Delivery 9.170

| Scania

Nova Geração de Caminhões

| Volvo

VM Canavieiro Autônomo

AS 14 CATEGORIAS
DO PRÊMIO REI 2019

EXCELÊNCIA EM EMPRESAS E LIDERANÇA

 

1. MONTADORA

Concorrem fabricantes de veículos com atuação relevante na indústria automobilística, contribuindo com excelência e inovação na área de produtos, serviços, tecnologias e iniciativas socioambientais.

 

2. FORNECEDOR

Fabricante de componentes ou sistemas automotivos com atuação relevante no suprimento a montadoras, exportação ou mercado de reposição, contribuindo com excelência e inovação na área de produtos, serviços, tecnologias e iniciativas socioambientais.

 

3. LIDERANÇA DE MONTADORA

Profissional de montadora com realizações destacadas para a indústria automobilística. Serão levados em conta a contribuição ao desenvolvimento de empresas, capacidade de liderança, gestão, incentivo à excelência, inovação e responsabilidade socioambiental.

 

4. LIDERANÇA DE FORNECEDOR

Profissional do setor de autopeças com realizações relevantes para a indústria automobilística. Serão levados em conta a contribuição ao desenvolvimento de empresas, capacidade de liderança, gestão, incentivo à excelência, inovação e responsabilidade socioambiental.

 

EXCELÊNCIA EM PRODUTO

 

5. VEÍCULOS DE PASSAGEIROS
Serão avaliados a excelência e o conteúdo inovador de automóveis produzidos no Brasil ou pelos mesmos fabricantes nos demais países do Mercosul, com uso voltado ao transporte particular de passageiros e com destaque no campo do projeto de engenharia, design, eficiência energética e redução de emissões, desempenho, tecnologia, interatividade e conectividade, conforto e segurança. A categoria inclui a avaliação das mesmas qualidades em versões de picapes no uso sem fins comerciais ou de trabalho, para transporte particular de passageiros e lazer.

 

6. AUTOMÓVEIS PREMIUM
São necessariamente automóveis de classificação superior qualificada pela integração de tecnologias avançadas e inovadoras, eficiência energética, desempenho dinâmico, design sofisticado e acabamento requintado. Esta categoria abrange veículos de passageiros fabricados no Brasil ou importados de qualquer origem por seus fabricantes ou importadores nomeados. Serão aceitas inscrições somente para modelos com relevância comercial no mercado brasileiro superior a 1.000 unidades emplacadas por ano, com preço unitário público superior a R$ 120 mil (no momento da inscrição ao prêmio).

 

7. VEÍCULO COMERCIAL LEVE
Os concorrentes devem demonstrar excelência e o conteúdo inovador de veículos comerciais leves, produzidos no Brasil ou pelos mesmos fabricantes nos demais países do Mercosul, com destaque no campo do projeto de engenharia, design, eficiência energética e redução de emissões, desempenho, tecnologia, interatividade e conectividade, conforto e segurança. A categoria inclui caminhonetes, vans e furgões de até 3,5 toneladas de peso bruto total (PBT) utilizados com finalidade comercial para transporte de passageiros ou carga.

 

8. VEÍCULO COMERCIAL PESADO
A escolha reconhecerá a excelência e inovação de veículos comerciais pesados acima de 3,5 toneladas de peso bruto total (PBT), produzidos no Brasil ou pelos mesmos fabricantes nos demais países do Mercosul, com destaque quanto ao projeto de engenharia, design, desempenho, eficiência energética, tecnologia, interatividade e conectividade, conforto e segurança. A categoria compreende caminhões (chassi-cabine e cavalos mecânicos), chassis de ônibus e ônibus novos, para aplicações urbanas, rodoviárias e fora de estrada, incluindo uso militar. A categoria também abrange os trabalhos realizados por encarroçadoras de ônibus.

 

INOVAÇÃO

 

9. INOVAÇÃO TECNOLÓGICA

Avalia a contribuição à indústria automobilística de trabalhos realizados por empresas do setor automotivo e segmentos relacionados, no campo da engenharia, inovação e desenvolvimento tecnológico.

 

10. INOVAÇÃO DE STARTUPS

Compreende o esforço bem-sucedido de startups no desenvolvimento de contribuição à mobilidade e à indústria automobilística e segmentos relacionados no campo de projeto, pesquisa, desenvolvimento e engenharia. Os cases desta categoria do Prêmio REI podem ser inscritos pela própria startup, a empresa do setor automotivo que usou a contribuição específica de uma startup ou em conjunto por ambas. A premiação contemplará todas as empresas envolvidas.

 

11. INOVAÇÃO EM DISTRIBUIÇÃO

Premiação dedicada a projetos e implantação de programas voltados para a distribuição de veículos e componentes, seja por meio de concessionárias e distribuidoras independentes.

 

12. INOVAÇÃO EM MOBILIDADE

Reconhecimento de iniciativas capazes de contribuir decisivamente para o desenvolvimento da mobilidade, alavancando a facilidade de deslocamento de pessoas e bens entre centros urbanos.

 

13. INOVAÇÃO EM GESTÃO

Os cases de gestão serão avaliados pelo cumprimento de objetivos traçados e pela capacidade de organizar e dirigir empreendimentos e empresas relacionados ao setor automotivo e da mobilidade.

 

EXCELÊNCIA SOCIOAMBIENTAL

 

14. EXCELÊNCIA EM SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

A categoria seleciona os melhores cases de empresas da área de tecnologia, indústria automobilística e segmento da mobilidade, incluindo montadoras e seus fornecedores, no campo da sustentabilidade e responsabilidade socioambiental.

JÚRI

SELEÇÃO PRÉVIA
Automotive Business, com o suporte de um júri de especialistas, selecionará quatro finalistas em cada categoria que, na etapa final, serão submetidos ao voto de seus leitores para eleição dos vencedores.

 

O JÚRI É SOBERANO
Ao fazer indicações de cases as empresas reconhecem implicitamente a independência e soberania do júri para selecionar as sugestões, resolver casos omissos e interpretar critérios – e também que as decisões do júri não serão objeto de recurso. Nenhuma taxa será cobrada de empresas para concorrer ao Prêmio REI. Concorrentes não selecionados para a etapa final não farão parte da divulgação.